12 lugares para ficar “de boas” na UCS | Frispilist #01

“ – Eu vejo listas! Com que frequência? – Todo o tempo…”. Essa frase clássica, adaptada do filme Sexto Sentido nunca coube tão bem no contexto de listas como agora. Listas estão presentes na cultura humana há muito tempo, em diferentes modalidades para os mais diversos propósitos: quando você nasce, lá está seu nome na lista de recém-nascidos, passando pela lista de chamada no período escolar e também no “listão dos bixos” na faculdade. Até mesmo na hora de dizer adeus a este plano, lá está ela: a lista.

É por esse e por outros tantos motivos que está chegando a Frispilist, série especial de listas deste amado Portal! Você vai conferir, quinzenalmente, uma lista sobre assuntos relacionados ao ambiente da UCS. Iniciando a contagem, você irá conhecer “Os melhores lugares para ficar ‘de boas’” (o áudio traduzido do nome é o melhor). Entende-se “de boas” como um estado de espírito tranquilamente sossegado e livre de “tretas”. Resumindo: “de boas” significa “de boas”. 

Para produzir essa lista – que é regida pela doutrina deboísta – convidamos a equipe da fanpage UCS Depressão para nos ajudar a descobrir quais são esses lugares. A pauta foi lançada na página – muito hilária e sincera, por sinal – e vários Ucssinianos contribuíram com dicas. Segue a lista: 

1 –  Escadas 

frispit6

Um dos lugares mais icônicos da UCS, o Centro Cívico e suas famosas escadarias são sinônimos de final de tarde com pôr do sol, mate, livros e amor, segundo a Bruna Gurjão, o Bruno Blaas e a Michelle Bebber (que diz sentir muitas saudades disso tudo). Acredite Michele, nós também sentiríamos, pois mais “de boas” que esse lugar não há. 

2 –  Bares 

frispit7

O bar, este limbo de todo acadêmico. Um lugar tão “de boas” que não precisa de descrição e nem de nomes, afinal cada pessoa tem o seu bar preferido. O Pablo Santos tem dois, ambos das redondezas da UCS, já o Alexandre Tagliari ressalta que qualquer lugar é ideal para ficar “de boas”, menos os Blocos… Esses lhe dão “dor de cabeça”. Alex, sabemos que dependendo da animação, o bar também pode resultar em dor de cabeça! 

3 – Biblioteca 

frispit8

Qualquer pessoa em qualquer período da graduação já ficou “de boa” por aqui. Às vezes, nem tão “de boas” assim, já que a prova de semana que vem é hoje, mas ainda sim, a BICE (que nome maneiro, né) é um lugar especial. Seja para estudar ou fazer trabalhos, estar naquele ambiente repleto de histórias e conhecimento é, definitivamente, ficar “de boas”. A Giovana Barcarolo que o diga, né? 

4 – Estacionamento 

frispit3

Uma rápida caminhada entre os carros no estacionamento do RU comprova sua natureza deboísta. É ali onde máquinas e humanos permanecem “de boas”, antes ou depois das aulas. Às vezes, até durante elas, mas não vamos entrar em detalhes. Para quem ainda não tinha percebido esta potencialidade do estacionamento, agradeçam a dica é da Leticia Muner. 

5 – Açude 

frispit2

Fazendo jus à natureza de os estacionamentos serem um bom local para ficar “de boas”, o estacionamento do Bloco 74 ainda possui um bônus: um açude. Quem nunca sentiu-se bem ao ficar ali, parado, olhando aquela grande quantidade de água, parada. Calmaria pura, segundo a Lu Mazzotti. 

6 – Gramadão 

frispit1

Outro lugar interessante que é propício para ficar “de boas” é o gramadão ao lado da UCS TV (ou em frente ao estacionamento do RU). Aquela grama verde e a sombra das árvores formam um imenso templo do deboísmo. Dá pra relaxar, curtir um pouco a natureza, praticar yoga ou algum esporte, tomar uma mate, curtir um som e mais um monte de coisas (o famoso Matagas é um anexo do Gramadão e também é sussa). 

7 – DA’s 

frispit4

Os Diretórios Acadêmicos (que nome imponente) são as sínteses da vida acadêmica: sua existência divide-se em momentos de muita seriedade e exímia descontração. É em locais como esse que muitas das histórias do “tempo de universidade” se iniciam. Além, é claro, de ser um dos locais mais aconchegantes para cada curso diferente. Por exemplo, o curso de Psicologia tem um DA (que nome simpático) que é total amor. É o que a Camila Preto conta e, nós, acreditamos. Amor = De boas. 

8 – Anfiteatro 

frispit5

O que dizer do anfiteatro localizado entre o Centro Cívico e o Centro de Convivência? Formado por alguns degraus e colunas que lembram a arquitetura grega e romana (é o que lembra, né?), o anfiteatro é um local para curtir o passar do tempo, as mudanças do dia, tudo isso num clima bem reflexivo (que vibe). 

9 – Laboratório de informática 

frispit9-2

Laboratórios de informática são duplamente úteis: além de serem usados para o estudo, durante os intervalos (e o FB liberado), o clima “de boas” toma conta. Uma checada no e-mail, uma verificada nas redes sociais e nas notícias, aquele sonzinho maneiro… A dica da Sheila Fin é o laboratório do Bloco 58. 

10 – Cadeiras do CCET (Bloco G) 

frispit10

Existe um lugar especial entre os Cursos de Ciências Exatas e da Tecnologia e o restante do mundo: as cadeiras do G no Centro de Convivência do CCET. Este foi o lugar escolhido pela Nayara Duarte para ficar “de boas” antes que os números, fórmulas, cálculos gigantescos e qualquer assunto que o acadêmico de humanas (inclusive eu) entenda que seja a pauta da vez. Essas cadeiras são a ponte para o deboísmo e a tranquilidade plena. Salve cadeiras do G! 

11 – Sala de aula (no meio da sala) 

frispit11

Por falar em cadeiras, temos uma sala de aula cheia delas. E, por incrível que pareça, esse também é um lugar legal para ficar “de boas”. Graças à livre interpretação, você pode sentir-se “de boas” estudando. A Luisa de Lima considera o meio da sala, especificamente, um bom lugar para ficar “de boas”. Quem duvida, não é? 

12 – Qualquer lugar que tenha comida! 

frispit12

Este é um exemplo clássico da relação da comida com o deboísmo. É algo do tipo “me alimento, logo fico de boas”, diria Descartes. Aquele chocolate dentro da sala, o lanche nos bares ou aquela marmita de casa antes da aula, vale tudo. Afinal, se tem comida, tá tudo “de boas” para a Cindy Joiner. 

É chegado o fim da lista dos “Melhores lugares para ficar de boas” na UCS. O especial Frispilist volta daqui duas semanas com a próxima lista da sua vida. Se você tiver mais alguma sugestão, compartilhe conosco nos comentários. De boas 🙂 

Texto: Estevan Daneluz 
Imagens: Bárbara Bassanesi (fotografia) e Juan Ramirez (edição)

Compartilhe nas suas redes sociais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *